Blog

Aprovado o primeiro doutorado em Biodiversidade e Biotecnologia

A previsão é que o primeiro edital seja divulgado no segundo semestre de 2024.

O curso de pós-graduação Stricto sensu em Biodiversidade e Biotecnologia recebeu a aprovação junto a rede Bionorte e já possui cadastro na plataforma Sucupira, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), podendo iniciar o funcionamento.  A previsão é que o primeiro edital seja divulgado no segundo semestre de 2024. O programa de pós-graduação PPG-Bionorte tem como principal objetivo a formação de doutores na região da Amazônia Legal. A Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL) integra a partir de agora a rede, que conta com 18 instituições e presença em nove estados. 

A formação tem como áreas afins, acadêmicos e pesquisadores dos cursos de Ciências Biológicas, Medicina, Química, Engenharia Agronômica, Engenharia Florestal, entre outros. O curso de doutorado  faz parte da Rede de biodiversidade e biotecnologia (Bionorte). Instituída no âmbito do Ministério da Ciência e Tecnologia, do Governo Federal, a rede congrega instituições de ensino superior públicas da Amazônia Legal.

Para o pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PROPGI), professor Allison Oliveira, o doutorado vai contribuir com o desenvolvimento da região. “O nosso curso vai contribuir com o avanço da ciência, da pesquisa e da formação de acadêmicos de diversas áreas do conhecimento, formando recursos humanos nas áreas de Biotecnologia e Biodiversidade de egressos da UEMASUL e da comunidade em geral de toda a região Tocantina do Maranhão”, comenta.

A rede Bionorte iniciou a sua primeira turma em 2012 e atualmente conta com mais de 500 doutores formados e aproximadamente 400 matriculados. Na última avaliação quadrienal da CAPES, o curso recebeu conceito 5, uma nota considerada ótima, em uma escala de vai de 1 a 7.  No Maranhão já participam da rede, a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e a Universidade CEUMA. Com a adesão da UEMASUL, o programa passa a atender também o interior do Estado, em especial a região Tocantina.  

De acordo com a reitora, professora Luciléa Gonçalves, o primeiro doutorado é mais um passo para o crescimento da UEMASUL. “A chegada do Programa de Pós-graduação da Bionorte representa mais um avanço para a nossa universidade. Somos parte da Amazônia Legal e temos grande potencial em pesquisas nas áreas de Biodiversidade e Biotecnologia. O curso trará uma grande contribuição para as pesquisas, a formação acadêmica, a preservação e a sustentabilidade”, afirma.

Fonte: UEMASUL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *